domingo, novembro 19, 2006

Como



Como impedir que eu me engane? Que não seja ético comigo mesmo? Como não impedir que eu chore? Que eu me envergonhe? Como não continuar me enganado? sem saber ao certo o que é verdade? Como ñ duvidar? Como calar? Como ser um bicho escroto nessa batalha titânica de ser uma barata? Como preencher essa página ,à toa? Como ainda não ser? E o Zé, como vai? Como não encher a pagina de perguntas? como uma galinha ciscando dúvidas? Eu e nem ninguém, sabe o que quer. "Ninguém conhece a alma que tem...

.
É a Hora
.
(Fernando Pessoa)
.
Nem Rei
Nem Lei
Nem Paz
Nem Guerra
Define o perfil do ser
Este fulgor Baco de Terra
Que Portugal a entristecer
.
Brilho sem luz
e sem arder
Que o fogo fátuo
encerra
.
Ninguém sabe que coisa
quer
Ninguém conhece a alma
que tem
Nem o que é Mal
Nem o que é Bem
.
Que ânsia distante perto
chore?
.
Tudo e disperso e derradeiro
Tudo é incerto nada e inteiro
Ô Portugal, hoje
és nevoeiro

É a Hora!

Nenhum comentário: