sexta-feira, dezembro 14, 2007

Um B ® I n D e !


Um B ® I n D e !

Uma e onze da madrugada. Uma dose na madrugada e tela em branco pede um pouco de palavra em processo progressivo e fugaz.
Minha cara e vida não são mais os mesmos, nesse lento progresso que me dá muita preguiça. Mesmo assim não consigo dormir. Viro madrugada, passo a noite acordado, tentando tentando pensar em nada. Mas de que jeito? Se ainda fosse possível meditar, mas, farto desses sinais incompletos e finais grotescos inacabados conseguiu ser rotulado e ainda assim, enfim não ser nenhum.
Eu que penso (e pensamos) as três ilusões de transcendência agora queria ser capaz de não pensar em nada. Cansei de mim mesmo.


Katze


Um comentário:

liberté disse...

só nao se esqueça que na vida somos rizomas, com o objetivo de transceder platôs. Como um sapinho que pula de pedra em pedra para chegar do outro lado do rio. Só não esqueça que, V1 pode ser = a V2

All about matemthics.
tout résume dans matematica
un a offert
gradiva