sexta-feira, janeiro 18, 2008

Degas

Sinto-me só. A solidão a qual as mulheres estão mais acostumadas. Convivo em um lugar comum onde todos se fecham para conviver. Tentando simplesmente seguir o caminho certo, ou tornar o torto, direito, o simples, complexo. Porém repleto de palavras no mundo das idéias, a vida me determinou esse estigma: das anças e das iças, das crenças e vagas esperanças. Então, dou-me forças para agüentar mais um dia nessa solidão de enfermaria.
Degas

Um comentário:

caiocito disse...

Solidão que as mulheres sabem conviver sem perder a compostura. Alias. http://dublesdepoeta.zip.net