segunda-feira, janeiro 14, 2008

Ideologia


Uma pessoa me perguntou porque até agora não falei sobre juventude. Quis fazer uma super breve contextualização do cenário político-ideológico. Daquela forma em que nenhum de nós entende completamente, tudo em todas as áreas do conhecimento, de como chegamos a esse cenário mundial, global. Chegarei lá, na juventude atual, mas antes gostaria de esgotar a pouca informação que tenho (que talvez seja muita para muitos e pouca para poucos) de como estamos sendo governados. Sendo governados em todos os sentidos: político, capitalista, midiático, artístico, tecnológico, religioso e etc. Por isso gostaria de falar mais sobre mim, eu-mesmo, quem eu penso que sou, como eu seria rotulado pela sociologia e até mesmo analisar o que é o eu-indivíduo para mim e o eu-indivíduo como o outro e que representa isso para mim (?), para depois contextualizar esse indivíduo dentro do alcance de meus belos horizontes e até onde possa realmente emitir uma opinião, em busca da verdade que se dispõe diante dos olhos e da razão proferida e criada por mim.
>¨<

Um comentário:

Anônimo disse...

Quem é esse menino?