segunda-feira, março 24, 2008

Assim

Espero quem me espera. Espero quem me faça adormecer essa paixão q me engoliu por tantos meses e me pôs pra fora pelos cus de Judas. Lá onde eu não sabia onde estava. Lá onde eu tinha uma só referência de fuga. E todos apontavam seus olhares como fuzis em um paredão particular. Como gangster italiano sem família em Nova York, fui resgatado, mas eu não estava no Brooklin, eu não estava no Queens, eu não estava em Nova York. Caí de pára-quedas nos braços da família. Desconsolado, sem emprego, sem horizonte, sem desejo, sem carinho de mulher, sem mulher. Dor que pulsante me acalma sem antes tocar a face tua. Do céu reflete entre nuvens a estranha luz da lua. Você à minha frente toda nua em minha mente e eu tão desolado e nu. O chôro infante de um perdido na noite que você não viu. Um chôro infantil q eu não sei como lidar. Vasculho a caixa preta dessa tragédia várias vezes e às vezes ouço sua voz, repetidas vezes como flashs e vi cenas completas de noites como relâmpago sem a contagem das horas. Acelerando os dias e atravessando um caminho pedregoso. Um beijo era a saga de um encontro que selava e todos os lampejos de raiva, um sentimento insuportável, lacerante e violento contra mim. Onde você se sentia “em casa”, onde você se sentia bem. Todos me pareciam tão distante, em outro mundo. Onde morava a violência ia de encontro o meu desespero. Um personagem sórdido de mim fabricou nossa ruptura.
Espera, deixa que eu te leve até a porta. Não fomos compensados pelo nosso esforço e por nossa dor. Quando você se for não mais voltará, não mais voltaremos a ser.(?).

>¨<

9 comentários:

Moranguinho do Nordeste disse...

Perdi dez calorias de alma e cheguei três graus atrazados depois do farol, a vida na borracharia é um le rouge et noir da periferia liter-árida - seja lá o que, citando Sthendal, eu kiss dizer.

quaresmeiras roxinhas disse...

ah, a Plí diz que gosta de ler seu blog enquanto passa gloss.

abrazoz

(desculpe pelo atraZado com Z. atrasado vem de trás, esse com z vem de frente. bah)

liberté disse...

ainda acho que deveria ser uma orquídea.
entre outras super novas, a mimi se casou.

Ps; talvez deveria ser ou-live.

liberté disse...

belas palavras!
* *
U

Papagaio Mudo disse...

Que bom que a minha cotação entre leitura e maquiagem é alta.
"Do modo como a concebemos, a vida em família não é mais natural para nós do que uma gaiola é para um papagaio" Bernard Shaw
Pede para a Plí deixar comentário algum dia.
Abraços, moranguinho do nordeste

"O Pata de Vaca"

Papagaio Mudo disse...

"Quanto mais coisas envergonharem um homem mais respeitável ele é."
George Bernard Shaw
superando Oscar Wilde em suas citações...

>¨<

Karla Oliveira disse...

a propósito, gostei desse relógio analógico no seu blog... como eu faço pra arrumar um desses?

Karla Oliveira disse...

...gosto de ler seu blog tomando um café.

Papagaio Mudo disse...

Karla,
Não deixe faltar café na sua casa.
Quanto ao relógio, deixei um comentário no seu blog.
Abraço,

Gustavo

>¨<