segunda-feira, março 31, 2008

So What?

Para ler ao som de Miles Davis

Alguns dias são mudos. Esqueço que mais mudo fico eu. Refluxo de palavras, páginas lidas, coisa muda. Esse inverno será seco como mein Herz, infrutífero como os Alpes da Suíça, infértil como o deserto do Saara. Voltarei ao início, dando círculos. Até que chegou a hora da linha divisória. Branca como nuvem distancia-se de mim. Preso feito bandido de uma vanguarda tardia. O Nada subjetivo q a madrugada procura em busca de prosa e poesia. Sim, a paciência é uma virtude. E eu esperei demais em virtude das mulheres de minha vida. Esperei até resolverem (o que nunca aconteceu) seus problemas e dilemas, enquanto talvez, elas também esperassem q eu resolvesse os meus... erramos. Vejo seus olhos de perfil, sorrindo qnd digo coisas que você quer ouvir. O outono apenas começou. É o início de um tempo desconhecido para mim. Como lidar com a solidão?
traurige Katze

5 comentários:

Cris Moreno disse...

Belo texto. Excelente post. É o Gustavo.

Boa noite, amigo.

Que pergunta: como lidar com a solidão?

Pra início de conversa, que tipo de solidão? Peguei você. Uma resposta-pergunta. E aí? Qual é o tipo de sua solidão? A minha é a de sempre. Eu+Eu. E você? Tu+Ela?...Pense, mas não leve cem anos... rsrs

Tenho duas dicas pra vc:

01. Vá em "configuração", depois "comentários", dentro deste, coloque "sim" como resposta à pergunta: Mostrar em janela pop-up ?

02. Se quiser manter controle dos comentários, ou seja, no bom sentido, coloque "sim" como resposta à pergunta: Ativar moderação de comentários?

* acrescentar o seu e-mail, se for o caso deste último item.

Faça esta experiência, vamos.

Beijos.

Adorei a música. Aliás, você tem muito bom gosto. Parabéns. Estou na área, não sei se você ainda está por ai.

Beijos, Gustavo.

Espero que o Caio passe logo para o blogspot.

liberté disse...

estando ou não em solidão as brisas de outono, são como doses de personalidade. \\\\\\\\\elas me lembram momentos semelhantes, que vivi. Um caminhar em corredor, um café na cadeira, um vento nas montanhas. Momentos que independem da companhia. Que sabemos que logo serão novos lembrados em novos outonos. Isso traz um grande espirito de liberdade. Esperimente.

Bom dia!

1º de abril! rrsrsrs
mentira!

outras mais.
a plus!
thaís

Papagaio Mudo disse...

Oi Liberté,

esperimente é com xis, mas como hoje é primeiro de abril eu vou perdoar...

beijos,

>¨<

Cris Moreno disse...

Você não falou comigo...snif..snif...

<">

smack, Gustavo!

Papagaio Mudo disse...

Não tive reposta pra a sua resposta-pergunta.
Desculpa, Moreno, estive ocupado.
Acho que... ah, deixa pra amanhã.

Beijos,

>¨<