sexta-feira, maio 23, 2008

Dimetil Triptamina


Dimetil Triptamina*. o que me motiva a viver/correr de mim mesmo para mim mesmo mais que a mim mesmo? em quantos dias meses eu consigo nessa corrida contra o tempo para chegar ao ponto de largada subir ao podium estourar a champanhe e receber a coroa de flores? eu sou bom motorista, vou me conduzir bem na minha vida. cada dia tem sido uma tortura em que tenho que transmutar as energias em boas. como isso? o desapego. estou apegado à mim mesmo pelas correntes preso à realidade mas também não deixo de ter desejos isso é o que me mantêm vivo. houve um tempo em que deixei de ter desejos. não queria mais viver. agora por desejo ou por saudade por vontade entre o antigo eu a mudança vem o deserto da alma, na alma. e a partir desse deserto onde se nega o pão, onde se é obrigado a curvar-se diante de uma força maior onde se passa por todas as mudanças espirituais e materiais onde se é tentado e ao mesmo tempo chamado a confirmação do instinto que nos leva a viver o mundo real, trabalho, companheira, casa... encare dessa forma. veja com os meus olhos. estou seguindo meus instintos de sobrevivência para continuar caminhando a cruzar esse deserto, na busca de encontrar um oásis e continuar na trilha que me levará de volta pra Sua casa. como estou magro. deus, me ajude.

>¨<


* formula o êxtase.

Um comentário:

liberté disse...

dimtil pirazonil, dimetil pirazolona! apredi quando pequena!
nada a declarar!