quinta-feira, maio 01, 2008

O Blog como interface

Ser comunicólogo não significa ser tecnólogo ou neurologista. Porque digo isso? Como pretenso pensador de formas (novíssimas formas) de se avaliar as comunicações não sendo técnico, ou programador, ou vulgarmente dizendo conhecedor da ultra-tecnologia ou simplesmente da tecnologia que saí por detrás da tela do computador. Sei claro que existem redes interligadas, mas, digiversando, você poderia me dizer nos mínimos detalhes e pormenores o funcionamento de uma televisão?

Disse neurologista, pois a comunicação se estende ou, está diretamente ligada ao estudo neurológico. Portanto, se através desse pequeno conhecimento sobre o endo-funcionamento da Rede Mundial de Computadores (e me concentrarei em focalizar isso), me comunicar, digamos que, basta-me ter um cérebro para (exercer um ato que me é assegurado por lei) emitir opinião.

A comunicação se eleva a vários níveis dentro do tema. Como objeto imediato (mediador) entre nós, que não existimos como interpretantes finais, pois criamos sin-signos infinitos que serão lidos, relidos, interpretados, sentidos físicamente e re-produzidos (produzidos novamente) infinitamente.

A tecnologia é produzida de forma estruturalmente avassaladora e sua relação de consumo já foi por mim discutida. Este ensaio está voltado para a comunicação.
O que mais que me chama a atenção, e fascina os olhares de todos é o sistema blutuf de transmissão de dados; apesar do seu alcance ainda ser pequeno (de dez a quinze metros). Me fascina por poder haver comunicação entre aparelhos que tenham ou não essa freqüência (analógico ou equipado com blutuf, ex. Ipod). Está chegando o fim da era dos cabos USB. Todavia há como comunicar, transmitir informação, pra o laptop através do USB, inclusive para celulares.
O blog é ou depende de um existente? Ou ambos? A prosa poética e filosófica sobre as possibilidades de interface (blog sendo a própria interface) e o interfacear dos internautas (o internauta, a interface entre pensamento e palavras) fica para o próximo texto, Yep?

>¨<

3 comentários:

liberté disse...

Por convite virtual volto a comentar neste blog.

Estamos a beira da troca cd dvd. Proximo ano, vespera da tv Hdiv entraremos na Era blu-ray era Megas
agora serao a vez dos tetras
e assim dvds bye bye dvd e cd.
Serao apenas um pc e um biblioteca virtual.

Troque seu cel antes que vire uma reliquia. Adquira um blutuf

liberté disse...

leia +
wikipedia
blu-ray

Papagaio Mudo disse...

É o que você disse:
- uns adquirem, usam,
- outros se interessam,
- outros se encantam pelo seu funcionamento observando como tudo se interliga sob o mesmo cosmo.
Técnologia.

>¨<