sexta-feira, maio 16, 2008

pastilhas matinais II

Houve um tempo em que precisava tomar diariamente minhas pastilhas matinais. A doutora Tara Shy acompanhava o meu tratamento me recomendou que fizesse uma pequena (ou grande, sei lá) cirurgiamoral. foi quando eu conheci Bruna Gil neurocirurgiã das palavras, cansada de romances ordinários de uma vida pacata, pediu que eu fizesse unsrabiscOs. Ao findar das horas, marcamos a próxima consulta com café e pó de queijo bem quentinho, derretendo manteiga. No caixaamarela, bar de alguns filósofos abstracionistas, que anda meio abandonado, encontrou por acaso o Edson Jr. - ele me dizia que o breviáriosetentia havia sido enfestado de spams e spys e discutíamos semiótica tomando Domec. No dia da consulta lá estava eu morrendo de medo, mas pronto para entrar na sala de cirurgiamoral. Pleno de coragem pronto para uma nova renovação ampla e drástica e redundante. cheio de vida e paciência. a maior das virtudes. navegando no meio da escuridão da Paleontolinésia, encontrando-me. sabia q estava preparado para atravessar um ponto cardeal, mas saí de lá bem sem saber o que aconteceu, anestesiado... porque minhas palavras se reavivaram? porque ainda sinto aquele seu cheiro de fêmea? por que mais Tempo passo menos me aproprio do Espaço? Bem, a Bruna disse-me, em outra consulta, aquilo era apenas uma medidaprovisória, que às vezes eu iria titubear e não encontrar tantas respostas, às vezes só mais perguntas. Eu não seria mais acometido daquela enfermidade, mas frisou que aquela fora apenas uma medidaprovisória. medidaprovisória, cheia de tanta inteligêngia e gloria. gloria diária de nome desconhecido, que pareceu durar dez anos... e parece que a gente se conhece há tanto tempo e há tempo se gosta...
>¨<
dedicado aos amigos blogueiros...

7 comentários:

Hellen Rêgo disse...

Surpresas, medidas provisórias, medidas definitivas, surpresas. Um silencio um cigarro, perguntas e palavras que não diziam nada. Um silencio e um cigarro foram suficientes para acalmar, palavras, um copo dagua e hermanoteu na terra de godah, já valeu. Foram pílulas para micalateia, e Isaac? Encontrar o ultimo hebreu do Egito, rsrsrs, o mar vemelho se abriu diante de nós, ninguem acredita ate hj, ou vamos ou ficamos.
abraços
hellen
:)

Papagaio Mudo disse...

existe em mim também um vazio. "sinto falta de mim mesmo. da metade que levou quando partiu. mas como coisa q se regenera. outro a ser o que era." acho q coube esse poema nesse vazio...

>¨<

Papagaio Mudo disse...

Vejam Einstein explicando a teoria da relatividade.

>¨<

Hellen Rêgo disse...

rsrsrs
lesinho.
:)

Papagaio Mudo disse...

leso lesado lesinho.

>¨<

Edson Junior disse...

Ah, obrigado pela menção, Gustavo. Há algum tempo era mesmo possível me encontrar por aí discutindo semiótica etc., mas hoje tou meio cansado disso tudo. vou virar ficcionista =]

abraço.

Papagaio Mudo disse...

Ed,
é sempre um prazer recebê-lo aqui no papagaio. apesar de não discutirmos semiótica...
abraço,

>¨<