domingo, junho 22, 2008

Kassátski

Eu sou feliz. Descobri a felicidade em mim. Seguro que peço todos os dias como o Padre Sérgio, Stiepán Kassatski, do Tolstói abri sem querer a Bíblia em Mateus “Eu creio. Auxilia-me Senhor em minha descrença”. Peço essa benção pra escrever minha própria Bible. Pesquisei nos livros e no conhecimento de vários séculos a introspecção de todos os valores. Introjetada a transvaloração de todos os valores Nietzschianos em sua crítica da moral. Elevo meu pensamento e leve, repouso. Meu olhar âmbar Branco como a morte no silêncio of a dawn. Por volta da meia noite os olhares se espantam de medo, de coragem, de vida, de introspecção, de um caminhar meio torto dando passos retos. Nesse caderno de pensamentos em que registro meus passos. Todas as gavetas do inconsciente, bem arrumadas, tranqüilizadas pelo auto afeto e o retro pensar. Protegidas e a salvo da solidão ou melancolia que por vezes nos abate. Dance-me até que você esteja a salvo e eu estarei salvo. O vagabundo louco beat angelical o Tempo, desconhecido mas mesmo assim deixando aqui o que houver para ser dito no tempo após a morte, Ginsberg.

>¨<

Um comentário:

Papagaio Mudo disse...

liturgia sem propriedade.

>¨<