sexta-feira, julho 25, 2008

aqui

de que adianta tudo isso agora?
de que adianta terminar assim?
ai que saudades que eu tenho da Amélia... deixem-me chorar as dores do mundo. Lembrei daquele você loira-dos-olhos-verdes naquelas montanhas frias da alta Alemanha. daquele corpo que amei. Tens razão morena Moreno, melhor é viver os clichês do mundo, comer uma comida bem gordurenta, assistir um filme na TV... proteger-nos da nossa própria incompetência, essa necessidade de mirar coisas fúteis, de se não entediar com entretenimento ao invés de se entreter com nada como venho fazendo. prisioneiro de nossas próprias barreiras, criadas ou fabricadas, nada de forma simplória. desmistifica a saborosa fama Seu corpo robusto, sua tez e me reconforta amar na plena luz do dia, durante uma jornada, reavivando. Paisagem de dor na aurora dos tempos em que abandonei. Em que me deixei doer e agora chega! deixa partir novamente deixa ir pra nunca mais voltar e nunca mais te olhar o rosto. daqui para espaço do meu Tempo, daqui para acalmar meu chôro. diz que não demoro, diz que estou sozinho, diz que fui por aí.

>¨<

7 comentários:

Papagaio Mudo disse...

Como vai você Caiocito?
não quero mais ouvir
__ ... dois miligramas...
de vida nova?
repaginar?
virar uma página dos pulmões?
eólice.

>¨<

ps: também tô precisando, mas não se mire no meu exemplo. Vai pagar caro.

Menina do mar disse...

Oi!!!
Passei pra desejar um bom fim de semana e deixar um beijo Enoooorrrmmmeee!
;-)

Papagaio Mudo disse...

rsrs
menina do mar...
excelente fim de semana para você também.
o meu será de descanso...

>¨<

Papagaio Mudo disse...

Consegue ver agora? caiocito

>¨<

Papagaio Mudo disse...

melhor do que tentar conhecer a si mesmo
melhor do tentar entender as pessoas e os sentimentos
melhor entender os mecanismos sinistros do capitalismo
da modernidade
da atitude
vida

>¨<

p disse...

vc tem um violão?

Papagaio Mudo disse...

pena que não mais...
ninguém gostava de ouvir meus recitais
e ficava puto!

>¨<

ps: desde sempre fui prestiditador -
gostava de aparecer, mas ninguém é obrigado a gostar de música clássica...