segunda-feira, agosto 04, 2008

Japanese word for - saudade

Acordo pela manhã pensando além da curva da terra, além do Horizonte. Ontem conversei com uma querida amiga de infância e adolescência - ela está morando na cidade de Okazaki no Japão! nossos pais eram amigos bem próximos. lembro-me do dia em que a conheci,. disse - ora, essa mocinha existe! depois, na adolescência e nos tornamos amigos. voltei a freqüentar minha cidade natal com dezoito anos, renascendo. (estive em Campinas, São Paulo, com mui tenra idade. desde os quinze caminhando, ûpa neguinho na estrada!). Éramos bad boys and girls... namorava a Pearl, amiga da Maria Pia. voltava eu então à nossa querida e respeitada província, a conhecer minhas raízes, muito embora não estivesse nem um pouco preocupado com isso. éramos todos roots da cidade. perfilações genéticas de quem a ergueu, como os pioneiros americanos - passava voando um chumaço de feno e uma porta aberta rangendo... Pia, certo dia, nós mostrou fotos de seu pai, senhor Bedoni - exímio leitor, italiano de origem, nas quais ele aparentava incrível semelhança com o Quentin Tarantino! ficamos impressionados. e fazendo jus à senhora Bedoni, que fazia a melhor rosca-flor q já comi - os pais da Pia são cool - nas fotos ela também nos lembrava uma atriz de cinema, não sabíamos qual.
Maria Pia Bedoni - designer, trabalhou em Sampa em uma agência de publicidade. confirma nossas chispas com Atendimento, a barreira que se ergue (às vezes uma muralha de ruídos) entre a criação/cliente onde deveria haver entre pessoas, sinergia e fluidez de pensamento. Por conta de nossos clientes também serem comunicólogos comunicadores natos, ela está refazendo uma série de trabalhos muito legais! de muito estilo e bom gosto- catálogos, papelaria... tudo que uma agência produz. Em breve colocarei o link para podermos acompanhar seu trabalho no Japão. Muita sorte! para a mais nova colaboradora desse hipertexto-mundo em que vivemos, conexão direta Okazaki.
Bem, agora, quatro horas da madrugada, ela agora deve estar dormindo e quando você estiver lendo isso, Pia, talvez eu esteja dormindo, mas fica aqui um pequeno registro da nossa amizade. desejo que seja muito feliz! beijos e abraços para sua família. sayonara! Nippon...
do outro lado do mundo,

Gustavo.

10 comentários:

Patrícia disse...

Bonita homenagem, Gustavo.

Incrível mesmo descobrir amigos queridos no Japão...

Resgatar coisas boas, sentimentos e boas querências adormecidas é o que nos salva das pessoas e coisas entediantes que teimam em nos azedar no dia-a-dia.

Em tempo: ela é mui bela.

E eu aprecio esse nome
Nome de nobre, chiquê...

Papagaio Mudo disse...

é mesmo! não é, Pat?
os amigos são a família que escolhemos... já diziam.


Pia, comenta!
Beijo.

>¨<

roserouge disse...

É mesmo. A amizade é a coisa mais bonita que há. E porque a gente pode escolher. O amor também é lindo, mas mais complicado porque aí a gente não escolhe...acontece!

Menina do mar disse...

:-) Lindo, Lindo, Lindo!
Beijossss

thais disse...

oiee, gente que cresce junta mora junta.

aqui de relance para Pat. um link flick http://www.flickr.com/photos/lisavarney/2727777654/

Papagaio Mudo disse...

criaram inclusive o dia internacional do amigo...

>¨<

ps: não lembrava a intensidade do sorriso ao "rever" um amigo.

Cris Moreno disse...

'lembrar'é uma palavra ótima. E 'sorriso' tb. Mas o melhor mesmo é 'rever'.

Beijos, Gus.

<">

Papagaio Mudo disse...

Lembrar sorrir rever
Beijo, Cris.

>¨<

Pia disse...

Boas lembranças...

Oi Gu,

Nossa muito obrigada, eu fiquei emocionada. Lembrar daquela época é muito bom...
Realmente os bons amigos são a família que nos permitiram escolher e que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias e o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida, já dizia Shakespeare. Bons tempos aqueles em que nossas preocupação eram pequenas e a diversão era tudo que tínhamos! Quando nem a cancela fechada sobre a linha do trem conseguia nos segurar! A amizade é uma coisa tão sólida que nos permite retomar a intimidade de onde paramos, mesmo que tenha passado anos... que tenha acontecido tanta coisa em nossas vidades... é bom saber que caminhamos e estamos realizando sonhos que antes pareciam distantes. Obrigada Gu por existir e por fazer parte da minha história!

Papagaio Mudo disse...

Maria Pia,

Você faz parte da minha história, como esquecer?
Hoje, os amigos casaram, têm filhos lindos e vivem suas vidas adultas.
aqueles momentos que nos reuniam jamais serão os mesmos. Nem por isso me sinto saudosista, sinto alegria! alegria de ter vivido e pronto.
só posso agradecer! a você e todos que passaram por esse caminho, guardados no passado, guardados no coração.
a semente verdadeira permanece! agora há de se tornar árvore frondosa e cheia de frutos e, oxalá, nossas sementes virão!
aproveite a vida e cuide-se bem porque quero te ver feliz! aqui mora um amigo!
Beijo enorme.

Gustavo.

ps: minha mãe manda um Beijo & muita paz.