quinta-feira, agosto 07, 2008

Margiela


O belga Martin Margiela ilustra bem o olhar da modernidade com sua falsificação legítima de realidade Guardado o sentido relativo de realidade. Parece cobrir nossa ossificação conceitual com sua jaqueta feita de luvas de esqui amontoadamente costuradas. Moda masculina em voga – converse Watanabe (ou Nike old-school surrado) protegem os pés e roubam o olhar das calças. Paletós que só aparentam serem mal cortados que se valorizam camisetas do Mickey freak ou qualquer camiseta – livre expressão da moda self-made, nas ruas. Notas envolvidas em uma gominha de cabelo, e o “dinheiro de plástico” e documentos por dentro. Na América do norte, Adam Kimmel aproveita atores de Hollywood. Kimmel baseia-se nas vestimentas do anti-herói e artista Jackson Pollack. Homem moderno vestindo referências em antigos estilos de homem basics. Meninos da Califórnia vestindo as camisas de tricoline xadrez de seus pais e avôs estampados de arabescos e brushes, fazendo calças inclusive. As saraaenes do que o poeta D.H Lawrence eternizou, jalecos usados pelo exército para desbravar as colônias inglesas, viraram repetição matemática nas ruas e agora são re-pensados em cortes mais audaciosos, eu diria quase um atrevimento. Margiela choca completamente mostrando na passarela seus vestidos com golas enormes, montadas por estruturas internas que até os carnavalescos brasileiros ficaram intrigados.

>¨<

9 comentários:

Papagaio Mudo disse...

com 6 ou 4 bolsos eu sei que estou escrevendo demais. cansa pensar...
pensar nas palavras bem colocadas. confessar é muito mais fácil.

>¨<

Papagaio Mudo disse...

estou escrevendo para o blog do qual sou pioneiro e que em breve contará com a colaboração de diversas pessoas ligadas as artes e a moda. o homem diz "gato" sem mencionar que ele está despido, ele não enxerga a nudez do animal.

www.omminis.blogspot.com

"lugar de pensares e fazeres"

>¨<

Papagaio Mudo disse...

aí pessoal, lá www.omminis.blogspot.com
tá cheio de post esperando para ser comentado.

observo a lua
de um telescópio
improvisado

miles davis
ao meu lado

>¨<

ps: lá ou cá estamos em contato. deixe seu rastro.

Karla Oliveira disse...

Como o papagaio tá diferente...
Gostei da diversidade.

Abraços, Karla.

liberté disse...

realmente, este estilista é muito criativo!

Papagaio Mudo disse...

Karlinha,

obrigado pela visita e pelo comentário. Apareça mais!
abraço.

Gustavo

Papagaio Mudo disse...

oi Thaís,

você foi no blog da Omminis?
é uma turma da cena Hype.
estilistas que pensam a pós-modernidade.

>¨<

p. disse...

qual o paradigma da pós-modernidade?

Papagaio Mudo disse...

existe ou não história?
estamos ou não fazendo história?
se não existe homem não existe história assim como não existe justiça se não existe homem

de forma simplista
o que você acha, plí?

>¨<