terça-feira, setembro 23, 2008

Recife

Como esquecer uma paixão? Ó lindo luar do Recife. Como uma biblioteca de dores. Talvez por isso eu não me permita, como diria minha petit français. Mas aproveito um mais santo dia ao som do chorinho. O sol está se pondo e fico até repetitivo, como um mantra, uma mandinga de abrir caminhos. Sobe a linha do sol sobre o muro branco, no contagio das horas vejo a luz do dia pendular sobre os prédios. Bem mais além vem, bem mais além. Da lua triste no céu, meu bem, da lua triste no ar. Não existem mais opostos. Preciso organizar minha casa mental, me preparar para um novo começo, fútil e blasé que se despoja na frente dos meus olhos. A miséria humana, a dor existencial, aquilo que te move, te faz sentir, se te faz agir, sair do mesmo lugar. Se a esperança tivesse sido deixada ir embora da caixa de Pandora antes que a fechassem, talvez fôssemos mais razoáveis, embora não menos otimistas, eu creio, e se eu creio, logo não é preciso que eu duvide. O infinito permanece diante dos teus olhos. Infinitamente grande e infinitamente pequeno, sem diferença, pois as definições desapareceram e nenhum limite é visto. Meu coração ainda colado no asfalto. Está bem dito, respondeu Cândido, mas é preciso cultivar nosso jardim.
>¨<

23 comentários:

roserouge disse...

Linda, essa foto. A tua paixão é essa menina daí?

Papagaio Mudo disse...

nem tão menina... somos meninos grandes.

>¨<

uma paixão amazônica disse...

hhhuummm...parece um bezerro desmamado...rsrs chorão.chorão...rsrs saudades, Gus. Como diz Saramago, é 'bioblioteca'. Vamos blogar, Gus. JÁ!

E é menina mesmo. Sempre menina e menino. Acabou...rsrs...adoro vc.

Beijos, Gus.

<">

Papagaio Mudo disse...

realmente, a foto é linda.
Bloguemos! Cris,
Beijos.

Gus

ps: sempre chorão...

Papagaio Mudo disse...

paixão amazômica
terra de borboletas

>¨<

Elisabeth Teixeira disse...

Sinto muito, mas não é um papagaio... ;e)... é um tchiluanda elisabetano.

Papagaio Mudo disse...

tchiluanda elisabetano, muito bom!

>¨<

franka disse...

nossa, você é a cara do jack nicholson.

Papagaio Mudo disse...

Eu? rsrs
quem me dera.

>¨<

renata.ferri disse...

esse post só merece ser lido ao som de um baião.

;)

Papagaio Mudo disse...

pode ter certeza o jazz reinou essa noite, não sei porque gosto tanto desse estilo - cooljazz, mas o baião só vale for Luís Gonzaga.
disseram que é uma música sensual.
abs,

>¨<

o blog é o blog do blog disse...

Nosso mundo é o melhor dos mundos possíveis, gusta - disse Voltaire, em Cândido.

Mas tem uma frase da Audria que acho melhor de todas:

"não sei porque as pessoas dizem que a vida é foda e que a vida é dura, a vida é foda e a vida é dura se comparado a quê?"

Eu apoio o Baião da Ferri. e Falou em Baião nem precisa dizer que é Luiz Gonzaga - o Rei-, inventor do xote maracatu e baião. Maior artista do Brasil! Quiçá, jabuticaba, pudim e do mundo!

Papagaio Mudo disse...

prefiro aquela do Nelson Rodrigues

"toda mulher gosta de apanhar, menos as neuróticas. As neuróticas reagem."

Papagaio Mudo disse...

Nelson, o legítimo arengueiro!

>¨<

liberté disse...

Amém!

blogdeareia disse...

Quem consegue crer no infinito? E quem pode duvidar dele? Se um amor não é infinito, então não é amor? E se você duvida do amor, ele não se torna uma ciência? Quem consegue crer no tempo? Cara, coincidência o cabeçalho do seu blog. Ontem assisti um filme em que o Jack Nicholson está brilhante. Já viu “as confissões de schmidt”? Onde você arruma essas coisas? Abração

PS: Discordo quanto ao baião da Renata, tá mais pra Norah Jones

Guilherme Coelho

Papagaio Mudo disse...

Oi,
Que bom receber um comentário seu, Gui. Tens razão. Se duvidamos do amor, a tendência é tentar desvendá-lo, como um enigma ou um teorema. Torna-se assim uma ciência, inatingível e incompreensível.
Abs,

Gustavo

Menina do mar disse...

Tão belo... tão bom sentir assim...
Beijos na asa de uma gaivota;-)

Papagaio Mudo disse...

Beijos na sua asa, passarinha...

Albatroz

roserouge disse...

Viste, papagaio? bastou pores uma memina sem roupa no post, apareceram logo 20 comentários...o que o povo quer é festa!

Papagaio Mudo disse...

É rouserouge, tens razão.
Mas a menina sem roupa, até agora, não reclamou. Festa para o povo! Pão e circo!

Essa vai para minha coleção de fotos em Polaroid. Li em um jornal que vão parar de fabricar.
Desde já estou saudoso.
Abs,

>¨<

ps: acho que vou deixar esse post mais um pouco.

Veruska disse...

eSsA cOisA de cOlhEr jArDins fLOrEs e pAsSaRinHos é tãO quAlQueR nota
vC É bEm mAis q tExtÍcUlos cOm aRomA de AutOajuDa
vÊ sE nãO eMbuRreCe
sEriA o teU fIm

Papagaio Mudo disse...

VeRusKa
Vai TOmaR nuCU!
PaSsiVA COmU Ti AGraDa

>¨<

ps: não mexe comigo não.