terça-feira, setembro 30, 2008

Tempo estrutural


Tempo de encontrar uma razão pra viver.
A propósito eu não gosto de usar essa palavra tempo para determinar hora, vez. Tampouco razão de viver sendo que sobrevivemos, em outras palavras, não temos escolha senão permanecermos, o que Descartes chamou de existência, até que nosso destino seja cumprido. Vejam que usamos esses eufemismos diários e a única certeza é nossos corpos são tangíveis e a única certeza é a impermanência. São únicas, no plural, e deve haver mais.
Tempo de formular uma estrutura e segui-la. Seguramente não encontrarei felicidade, senão um pouco de equilíbrio que pode trazer tranqüilidade que pode agir sobre meu cérebro ateu e inundar e preencher meus neurônios de prazer. Encontra-se equilíbrio. Procurar, buscar. Tudo metafísico.
Como um barquinho à deriva no mar...



>¨<


ps: não existe mais Tempo. Somente Espaço.

5 comentários:

Menina do mar disse...

Aproveita o espaço então!
Beijos e boa semana!

Papagaio Mudo disse...

é o que eu faço.

Beijos.
boa semana também.

>¨<

liberté disse...

nao se apreita o que pode correr ao contrario.

ei, estou dançando sua segunda arte conteporanea, usufruindo do espço com a sabedoria do tempo antecessor.

saudadona guto
bem te quer.

abs

Papagaio Mudo disse...

eu também muita saudade
vamos nós ver

dance
dance até o fim do amor

>¨<

roserouge disse...

Bela foto!