quarta-feira, novembro 19, 2008

Versos íntimos


Vês! Ninguém assistiu ao formidável
Enterro de tua última quimera.
Somente a Ingratidão - esta pantera -
Foi tua companheira inseparável!

Acostuma-te à lama que te espera!
O Homem, que, nesta terra miserável,
Mora entre feras, sente inevitável
Necessidade de também ser fera.

Toma um fósforo. Acende teu cigarro!
O beijo amigo é a véspera do escarro,
A mão que afaga é a mesma que apedreja.

Se a alguém causa inda pena a tua chaga,
Apedreja essa mão vil que te afaga,
Escarra nessa boca que te beija!

9 comentários:

Papagaio Mudo disse...

dos Anjos...

>¨<

Menina do mar disse...

Lindo, lindo , lindo!!! Caramba.... tou sem palavras...

liberté disse...

olho essas poesias o hoje. Lembro-as como Hai-kais de ontem!

Boa Sorte esta semana!

Papagaio Mudo disse...

obrigado, Liberté,

precisaremos realmente!
beijos,

Gus

Papagaio Mudo disse...

e Hasta é com agá...

>¨<

Papagaio Mudo disse...

anônimo,
ou melhor, "inveja decadente"
viste como é fácil te por pra fora?
apesar de ser a favor da liberdade de expressão,
vá se expressar na casa do caralho.

>¨<

Papagaio Mudo disse...

ATENÇÃO!

anônimos estam proibidos de comentar nesse blog.

grato,

Gustavo

Karla Oliveira disse...

quanta carnificina... isso é mt lindo!

leu "trilogia suja de havana"? é dessas podridões que só a literatura consegue alcançar.

a propósito, adorei o "vá se expressar na casa do caralho"

hahaha arrasou!

abs
karlinha

Papagaio Mudo disse...

oi Karlinha,

anda sumida...
não, nunca li essa trilogia.
qual o autor? pesquisarei.

bjs
gus