quinta-feira, janeiro 08, 2009

Maysa

Mulher, meio bruxa meio sina meio pranto, meio deusa libertária e libertina, nessa lassidão tingida de espanto. Destino das almas pequeninas em sua grandeza, emotividade e poesia. Em busca da branca paz. Essa procura errante torna-se tola e contumaz. Almas marcadas, no fim das contas, é a própria busca que as encontra.

>>¨<<

3 comentários:

Alice Salles disse...

É. Maysa era palavra em pranto.

Codinome Beija-Flor disse...

Ela buscou e encontro a palavra "morte".
Embora tudo tão triste.
Seu modo de descrever foi encantador.
Que estranha a palavra "encatador", como se fosse no caso de Maysa= "en (Maysa" / "canto" e "dor".
Bjo

Papagaio Mudo disse...

Maysa...