sexta-feira, janeiro 23, 2009

moleskine.com.pt



3 comentários:

expressodalinha disse...

Chet, uma personagem fascinante. Um permanente desiquilíbrio, numa vida atormentada, rica de música.

Alice Salles disse...

Ah se Chet Baker fosse só mais um... Que vontade de dar a esse homem um filme dignissimo ao seu respeito.

Ca:mila disse...

há! bom ouvir isso