quarta-feira, abril 15, 2009

Prazer em conhecê-la

Tertúlia VirtualO prazer me arrebata em seus braços quando me abraça. Quando me envolve com doçura que não me deixa esquecer da vida, e que na vida tudo está certo e tudo vai dar certo, wohlgeratenheit. Sinto prazer em estar com você, embora nossas almas se entrelaçaram antes que os nossos corpos. Cantava um triste adeus que já se propunha a virar um moto perpetuo – eterno, infinito, inacabável. O prazer pode ser fugaz? Sim, pode e é. Principalmente aquele que sentimos no corpo apenas. A maior parte dos relacionamentos são resgates de vidas passadas. Eu mereço um presente, uma flor, uma rosa. Cansei de procurar espinhos. Quando fazemos amor nossa alma penetra uma na outra e transcendem a saliva da sua boca. Teimo em lamber tentando lamber-te a alma e assim sou feliz. Pelo puro prazer de querer só aquilo que seremos capazes de alcançar. A felicidade plena mora no prazer, a vida simples, a plena atenção, plena atitude e na consciência tranquila. Um gesto, um sorriso, o projeto de vida, o tijolo chegando, é a luz da manhã. Não existe felicidade plena. Tranquiliza seu corpo, respira. Te pego em meus braços e faço um carinho. Por algumas horas em minha cama nada mais existe. O mundo co-existe em nós, um mundo-nós, eu e você. Por horas, endeuso seu corpo de Gradiva, seus olhos de menina, em silêncio me pedem carinho. Transformo-te em anjo e você cuida das minhas asas quebradas. Mais um beijo porque sinto que devo ir. O prazer pleno e derradeiro que sinto, como se fosse um condenado à morte, está no mundo que criei para vivermos, está em mim mesmo. O silêncio gostoso que existe entre nós forma um só diamante.

>>¨<<

56 comentários:

Van disse...

Prazer com amor.
Prazer assim apaixonado.
Romântico. Entregue.
Inteiro.

Não há maior prazer nesse mundo.

Falar nisso, foi um prazer receber-te e ler-te lá no VAN FILOSOFIA!Se gostou, volte, moço.
Farei o mesmo aqui.

Linkatus est.
Prazer em conhecer-te.

Dulcineia (Lília) disse...

Gus,

O prazer, a morar na alma. De cada um de nós. Traduzido pelo olhar, pela consciência, pelo carinho!
Gostei deste texto. A mostrar que o simples tb é belo.
E qua a tua "flor" venha depressa... que descanses nos seus braços, até amanhecer.

Eu hoje tive um prazer...

Beijinhos
Lília

Gisele disse...

Caramba Gus, como tu ta escrevendo bem!
Abraço :)
Gi

Gabriela disse...

Olá, Gustavo!

Adorei o texto!
"Os relacionamentos são,normalmente, resgastes de vidas passadas". Acredito que sim!!!
O prazer duradouro é aquele que advém do nosso crescimento como seres humanos... mas os prazeres dos sentidos, embora fugazes, são necessários e muito bons pq nos fazem felizes nem que seja por uns momentos. Mas a vida é, tb, feita de momentos, dos grandes e dos pequenos. Temos q saber equilibrá-los, acho eu.
Afinal, andamos aqui em constante aprendizagem.
Obrigada por ter passado pelo meu blog. Volte sempre.
Beijinho.

expressodalinha disse...

"A felicidade plena mora no prazer..". Um facto e uma dificuldade. Como não conseguimos ter sempre prazer, não conseguimos ser sempre felizes. É pouco poético, mas é a vida!

Papagaio Mudo disse...

e na filosofia...
tudo que se faz sem prazer é uma phoda e meia, você não acha, Jorge?
a vida, por exemplo. E como não viver? blogando talvez melhore.
Abraços,

Gus

Adriana Godoy disse...

Nada como uma entrega, ainda que por alguns momentos.

marie disse...

Olá Gustavo
Seu texto está muito bem elaborado.
Li suas 2 participações no Arco-Íris e nelas captei uma tal amargura, que me deixou a pensar...
Há-de ter uma longa vida à sua frente e muitas coisas boas o aguardam!
Beijinho para si
Marie

Karla disse...

poetinha,

beijOs repentinOs...

Claire disse...

*.*

Adelino disse...

Gustavo, ótimo post. Gostei do texto. É difícil falar de PRAZER. Senti-lo é mais fácil.
Grande abraço.

Fernanda disse...

O branco... reflete em mim tua arte!
Lindo mesmo!
e que prazer hein??!!!!
Parabéns...
Fernanda

angel disse...

Prazer!
Prazer em conhecê-lo.
Prazer em conhecer seu blog.
Prazer vem sempre aliado à felicidade.
Felicidade é um estado de espírito.
Amar é estar em estado de graça.
Que você tenha sempre um amor para amar, uma felicidade para viver e um prazer para sentir.
Angel

Serena Flor disse...

Estou tendo muito prazer em conhecer novos cantinhos e mais prazer ainda de estar participando desta tertúlia maravilhosa.
Belíssima participação...parabéns!
Beijos.

Obrigada pela visita e comentário...beijos.

Elma Carneiro disse...

Foi um prazer ler seu texto apaixonante, de momentos sentidos na alma e no corpo.
Quanto a sua pergunta: "prazer se faz ou se tem ou se busca?"
Eu respondo rapidamente sem pestanejar.
SÃO AS TRÊS COISAS.
.
.
.__________ prazer conhecê-lo.
Beijo

roserouge disse...

O verdadeiro prazer é viver! Respirar e deixar acontecer. É mesmo, mérmão, como tu tá escrevendo bem, hein?!

Maria de Fátima disse...

delicioso texto de prazer

A Lobba! disse...

Nossa! Me faltam palavras...intenso...cheio de nuances...do prazer a nostalgia e dor num parágrafo!
Muito bom! Se é que se possa mensurar um texto tão profundo!
Pra mim, prazer é tudo que me preenche a alma e me leva um quase sorriso a boca! Como seu texto!
Ah, prazer em conhecer-te moço!
Lobba de France!

Compulsão Diária disse...

Moço visitado, comentado e arretado no texto.
Agora "misplica"? wohlgeratenheit???

Papagaio Mudo disse...

juntando uma por uma, Wohl geraten heit - a vida que deu certo, interpreta-se, traduz-se - termmo cunhado pelo Nietzsche...

Bom te ver!
Beijos compulsivos,

Gustavo

Selena Sartorelo disse...

Olá Gustavo,

Teu prazer é pura paixão
A paixão de quem tem prazer em amar, lindo, simples e tão procurado por nós, o amor do outro, pleno simples, sereno, com paz, com emoção....

Também gostei com um bom bocado de prazer.

beijos,

jugioli disse...

O prazer do silêncio como diamante de um encontro.
Lindo, um poema...

Ana Paula Motta disse...

Obrigada pela visita. que belo texto esse!!

Gaspar de Jesus disse...

Gustavo
Gosto muito deste seu texto!
Boa participação no tertulia.
Obrigado por adoptar o Arte Fotográfica.
Abç
G.J.

Fatima Cristina (www.fccdp.com) disse...

Oi,

Parabéns pelo blog e pelo texto.
Você revelou prazer por amor, construindo diamantes do silêncio gostoso. Bonito!

Abraços,
Fatima

Lina Faria disse...

Texto intenso e apaixonado.
Cheio de Prazer.
abc
lina

Lina Faria disse...

Texto intenso e apaixonado.
Cheio de Prazer.
abc
lina

Texto-Al disse...

belas palavras, papagaio;)

um abraço
T.

Franz disse...

Oi, Papagaio Mudo. Vim agradecer pela visita, e dizer que foi um prazer conhecer teu blog. Voltarei mais vezes e espero o prazer de tua visita novamente.

nilda disse...

Que delícia de prazer entrelaçado e amado e amando com todo prazer...
Beijoca.
Nilda.
http://meucantin5.blogspot.com/

Christi... disse...

Coisa mais linda de se ler e reler um texto apaixonante e apaixonado como este, puro prazer...

belo demais.

Bjs

Chris

Nanda disse...

Oi obrigada pela visita!

Seu texto foi bem diferente do meu, um outro olhar para o prazer. Legal!

Abraço!

Jo. disse...

Foi um prazer ler o seu texto. Parabéns, vc escreve muito bem!
Obrigada por ter passado e comentado lá no meu blog.
Bjim.

Compondo o olhar ... disse...

é com prazer que venho aqui me deliciar com seu texto maravilhoso... parabens!!!

bjocas

€ster disse...

Sim, meu caro, o prazer é fulgaz!

o que ficam são os diamantes...

Tempestade disse...

O texto todo é lindo, mas esse trecho em especial:
"Mais um beijo porque sinto que devo ir. O prazer pleno e derradeiro que sinto, como se fosse um condenado à morte, está no mundo que criei para vivermos, está em mim mesmo. O silêncio gostoso que existe entre nós forma um só diamante."

Sou uma Tempestade ou um Furacão? Depende de onde e como você me vê passar. (mudando o verso de Clarice).

Beijos Tempestuosos!

Kay disse...

prazer em rever-te Gustavo.

Beijo!

Iêda disse...

Parabéns!! Gostei bastante do seu texto! Prazer em conhecer seu blog!
bjo

Conceição Duarte disse...

O Prazer que tem começo , meio e fim... Mas é prazer!
bj, CON

Sueli disse...

Nossa, que coisa gostosa de ler! Adorei! Aliás, andei dando uma olhadinha e estou gostando de tudo. Parabéns!

Chica disse...

Maravilhoso esse prazer.Amar é senmpre bom! um abraço,chica

FaBiaNa GuaRaNHo disse...

Palavras fortes e profundas.
Vindas do coração são fonte inesgotável de prazer a quem as ouve e a quem profere.
Parabéns a ti e a ela que as merece.
Abçs.

disse...

"Como não conseguimos ter sempre prazer, não conseguimos ser sempre felizes." ...Sábias as palavras do Jorge...mas ao aprendermos isto é mais fácil ser feliz mais tempo...òtimo texto..alías como a mioria dos teus...embora sem comentar muiro rondo por aqui..um prazer! ;-)

Eduardo P.L disse...

Gustavo,

mais um texto memoravel! Um prazer ler seus escritos!
Obrigado por participar de mais esta Tertúlia!

Forte abraço

caiocito disse...

nem li
mas parece sentimental

bj me liga

chicoelho disse...

Beleza de texto,parabens pela partipação.

Abç

António Oliveira disse...

Foi um prazer ler este texto. Afinal, é o melhor que levamos desta vida. Dizem os antigos. Ao que parece, os modernos seguem a tradição.
Parabéns.

sorte disse...

ola meu caro é um prazer te conhecer..

bj

Môni, disse...

Vim aqui retribuir a visita e encontro um blog diverso e diversificado, coisa boa!
Adorei essa idéia de tertúlia virtual, estarei atenta a próxima.
Sobre Nietzsche, por enquanto, só posso dizer que é uma bela novidade na minha vida.
=D
Uma vida de prazeres na medida pra ti.
Até!

nina rizzi disse...

acabo de dizer a "minha garota" que gostava de lhe dizer coisas assim...

katy disse...

Nossa q bom é sentir todas essas sensaçoes! amei eu blog, eu sou aquela q tem o nome q vc nunca viu, lembra!? srsrs eu tbem nunca conheci nimguem com esse nome, essa é parte boa sou única...bjus
Voltarei mais vezes porq seu blog me inspira.

Karla disse...

o prazer é todo meu...


b
k

Francine.VS. disse...

Meu papagaio preferido!!!!!!!
Que delicia seus comentários lá em casa!!! E que delicia de foto e texto!
Antropologia é mágica!!! Temos muito para conversar! Quero um mestrado em cultura Visual. Por isso faço antropologia - Quero entendimento, trablahar com texto e imagem... To criando imagens... Por isso pensei em fazer minha tese em antropologia urbana... Bom na verdade, são muitos assuntos!!!
vamos nos falando... bjs

Papagaio Mudo disse...

oi Fran,

Tem um texto lá pra você, no seu escritório.
Bjos,

Gustavo

Eduardo Santos disse...

Olá amigo. Este texto é o que posso apelidar de poema sumarento, eu explico, mas para quê, da facto não tem explicação cabal, pois é instinto, é paixão.Parabéns amigo. Tudo de bom para si.

Anônimo disse...

bom comeco