sexta-feira, abril 10, 2009

moon shadow

Pink, não fique brava comigo. Não fiz nada, quando digo que nada fiz é porque afirmo que fiz, mas por que? tem que ser esse yeyeye tão violento essa aprendizagem. Fazendo de cada dia um dia. Faz o meu dia um pouco mais brando? se é que consigo abrandar minha loucura, então minha solidão looking for eyes. Eu perdi a afeição por qualquer coisa estática ou que se mova, que vibre da maneira mais branda, pode ser? Meu peito está engasgado. Essa dor essa cachaça. desassento. Deito fumo, durmo. Sou parte o universo, do Uno de Spinoza. Um fantasma na sombra. Continuo dizendo, eu sou luz. Pink, não fique brava comigo. Eu estou contigo. Eu quero bossa and Beatles, nada de apito de guarda e nenhum trânsito ferrenho. Desdenho quem quer comprar. Jovens vegetam na atitude, mas talvez seja isso que eles queiram mesmo, vegetar. Crescer como planta, com seus olhos incríveis, caleidoscópicos, mortos. Falando menos vibrando mais e talvez, colher o fruto sagrado de algum sentimento. Tudo que vive é sagrado. Estou um tanto estropiado pela vida, mas não vejo nisso uma desculpa par não viver ou apologize tonight, me desculpa dessa noite. Se o Cartola diz que um vazio se faz em seu peito, e de fato em seu peito esse ‘vazio’ ele sente, o vazio é real. Não o vazio do Eu Lírico ou do Eu lúdico. Devo estar com alguma doença pega pela loucura. De fato um desafeto me fez enojar da vida. Resta-me sorrir, você tem o direito de permanecer calado. Sustentar o peso de um sorriso fácil, mediano e cansado. As histórias os caminhos do passado, que eu vivi porque não me lembro mais, não quero lembrar mais quem fui quem sou, implica no futuro também. Sou mais um pássaro - descansa sozinho. Quase 4 e 44 a e Chet arromba minha noite, por volta da sua meia noite. Reviravoltas no lençol da cama. Não, não é uma noite ruim, não é uma noite ruim. É apenas mais uma noite, de paz. Louvado seja o seu fantasma na sombra.
O Homem Invisível

4 comentários:

Menina do mar disse...

Amén, pirata...

nina rizzi disse...

belíssimo. quase kitsch, quase babele. feito minhas correspondências incompletas e, em breve secretas, à ana cc. é belíssimo, eu adoro :)

está estrupiado, numa noite de paz. cheio de cntradições e contrastes. tão humano. tão nietzsche a cuspir num spinoza.. rs..

pode uma 'afeta' lhe sabore-ar a vida :)

beijo. e chat baker é tudos :)

nina rizzi disse...

belíssimo. quase kitsch, quase babele. feito minhas correspondências incompletas e, em breve secretas, à ana cc. é belíssimo, eu adoro :)

está estrupiado, numa noite de paz. cheio de cntradições e contrastes. tão humano. tão nietzsche a cuspir num spinoza.. rs..

pode uma 'afeta' lhe sabore-ar a vida :)

beijo. e chat baker é tudos :)

Papagaio Mudo disse...

duplamente nina!

>¨<

ps: pra não deixar dúvidas de seu registro! waw!