domingo, agosto 23, 2009

O primeiro celular. Vejamos. Aquele homem dos filmes de guerra de Hollywood que corre com uma informação nas costas (ou alguma arma tão poderosa quanto a informação) sendo protegido pelo resto da tropa de homens, em cada região por onde ele passa se esquivando de bombas e ataques a tiro e a faca. Homens tentam pegá-lo, mas ele escapa com a informação preciosa. O homem-célula. Interpretado ele pode ser (em tese, deve ser) rápido, bem-treinado, precioso, descartável.


4 comentários:

Letícia Alvares disse...

'Precioso, descartável', e com uma boa aparência. (que é pra dar mais ibope.)

tossan® disse...

Muito bom o texto e o blog! Gostei e vou voltar se me permite. Abraço

Lara Amaral disse...

Obrigada pela visita ao meu blog. Abraço!

Diva disse...

Meu Caro,

Diva agradece a sua visita e o seu comentário.

Creio que essas são as características do Homem contemporâneo.

Sad but true.

Bisou