quarta-feira, outubro 14, 2009

Moyen-jeu

Bispo branco

Seria uma espécie de jogo contra a Morte? mais do que tentar descobrir, ou já saber o que do lado de lá eles pensam de nós aqui, sua estratégia. É pulsar incessantemente.


Rainha branca

Mais do tentar conquistar o inimigo, do ponto de vista ideológico, é agregar o seu ponto de vista pessoal ao prisma (semi-)ótico para além das 64 peças do tabuleiro.


Bispo branco

Seria o tabuleiro branco com peças negras ou negro com peças brancas, vossa Alteza?


Rainha branca

Costumava ser de outra cor com casas negras e brancas. Agora, a amninosidade que paira além do tabuleiro é cor insossa dos olhos sonsas do enxadrista.


...de repente o Cavalo do adversário interveio na conversa, pulando e comendo um Peão e quase açoitando a Rainha, que permanecia como q absorta em seis movimentos em sua imponência de poder, de poder mover-se quase livremente e impor mais medo do que os outros personagens da partida.


Cavalo negro

Iiiiiihhhhhrúrúrúhm... – disse o bichano, todo enérgico.


Rei Negro

Foi o que eu pensei - disse o rei - essa tal de pós-modernidade inédita, multifocal cinza e colorida, porém com mais iças ou aço, destroços, bagaço ou patologias.


Peão negro

Ei zunzunzum de abelha! – evocando um orixá com um ponto de umbanda – Evoé! meu pai Oxossi, Oxalá mandou dizer. “... vai matar vai fazer zunzunzum”


Peão branco

Ups! comeram-me...

.

(o Bispo banco já tinha uma estratégia)

.

Bispo branco

Sai satanás sai Exú sai desse corpo que não te pertence – comportando-se assim foi diagnosticado como bipolar, cilcotímico, mas continuou – Em o nome... – pulou verticalmente, pois era a única saída, sobre o Cavalo negro e gritou – do Senhor!

.....

E os peões bancos gritaram – Aleluia!!! – em uníssono.

.

Coro de peões brancos

Somos em 4, Senhor

mas vamos depositar nossas vidas na fogueira sagraaaada!

.....

A Rainha negra tomada de toda calma, quase inefável, quase infalível, que as torres começassem a trabalhar. O Rei, com seu passinho de chinês, não podia fazer quase nada. Talvez, embaixo de sua impotência e fragilidade, houvesse uma pequena arma, quase nitidamente inesperada. Os peões brancos já estavam entregues nesse meio de jogo. Estavam avançados os que continuavam sobre o tabuleiro, estavam “mortos” e momentaneamente fora do jogo, até que o jogo acabasse e começasse de novo. Segundo os cientistas russos que analisaram a partida, era exatamente isso que pensava Kasparov enquanto perdia para Karpov, em 1972.

Então eram todos colocados num mesmo caixote retangular que ele mesmo servia como table de jeu. Jeu de table. Assim, alguns minutos de daydreaming se passaram.

.

O Rei branco sentiu por instinto, que ia ser derrubado. Por instantes, observou de-longe se-aproximar. E respirou fundo como quem toma ar:

.

Rei branco

Omã, deus do Xadrez, esqueceu-se de nós – e dito isso o sol se pôs timidamente assim como surgiu na alvorada, esplandecente.

7 comentários:

Paula Raposo disse...

Não sei jogar xadrez. Beijos.

BAR DO BARDO disse...

Isso é louco. Muito.

estela disse...

oh, escrevendo logo depois do henrique e pensando exactamente o mesmo: muito louco tudo isso! muito papagaio pelo meio.

:)
gute nacht

Papagaio Mudo disse...

guten nacht,
süsse estela...

Papagaio Mudo disse...

heller Stern

Papagaio Mudo disse...

spinst du?

estela disse...

aber sicher, meu caro!
:)