quinta-feira, outubro 22, 2009

verso agudo

Sonho velho guardado esquecido

como folha de papel amarelado

urra num canto da sala

um solo de piano jazzado

gargalha e canta encanecido

encanta seu suave gemido

cada gotinha de uma nota

4 comentários:

Nydia Bonetti disse...

que lindo isto, gustavo. lindo.

Papagaio Mudo disse...

oi Nydia,

obrigado.
bjo,

Gustavo

# Gabriela disse...

Que espectáculo, adorei. **

as viciadas disse...

ai que bonitooooo.

posso roubar e fingir que fui que escrevi? rsss [brincadeira]

beijone,L.