quinta-feira, maio 20, 2010



Caio Fernando Abreu - Ovelhas Negras

3 comentários:

Gisele Freire disse...

"‘Por que publicar o que não presta? Porque o que presta também não presta. Além do mais, o que obviamente não presta sempre me interessou muito. Gosto do modo carinhoso do inacabado, daquilo que desajeitadamente tenta um pequeno vôo e cai sem graça no chão.”
(Clarice Lispector:
A Legião Estrangeira) "

Papagaio Mudo disse...

Oi Gi,

"Presta" ou não presta é uma discussão que prefiro evitar. A prórpria palavra "presta" está relacionada com servilidade (ocaso da clarice Linspector el coloca em índice qualitativo).
Postei porque chei a foto bonita. É uma foto "posada". A mulher tem olhos azuis e penetrantes, meio pratedaos. Contrastam com o estilo da iluminação mais branca, do rosto da mulher, a mão e a perna do cara. Os tons de púrpura compõem a cena, o baton e a pele do pênis. O cacete enorme do sujeito (e falo de um falo "símbolo" de falo) impera na grandeza da cena. Elocubrações sobre o erotismo. Na minha análise semiótica da fotografia (uma das qualidades do signo, na arte - o erótico). Na Crítica do Julgamento, Kant dá 26 qualidades ao signo. Entre elas o bizarro. David Linch é cinema, é arte, é bizarro. Sabia que causaria algumas "reações". Re-ação. Seja lá a forma reacionária. Pudor, tesão, moralismo, pouco importa...
Se me pedirem que tirem, pedirei que se retirem. Nesse recinto Eeeu faço o que quizer. Inclusive uma orgia visual. Esse comentário é para os demais, Gisele.
Um beijo,


Gustavo

Gisele Freire disse...

Olá Gus
Penso que vc me interpretou mal, porque o que postei ali foi justamente um texto da Clarice que tá ali no teu link do Caio, e achei bem bonito e oportuno, uma vez que essa "coisa do presta ou não presta" é muito relativa, e o que me chamou atenção no texto é justamente que ela deixa claro nesse trecho aí:
("Além do mais, o que obviamente não presta sempre me interessou muito. Gosto do modo carinhoso do inacabado, daquilo que desajeitadamente tenta um pequeno vôo e cai sem graça no chão.” )
Essa relatividade que ela colocou é que me chamou atenção...
E digo mais, gosto da foto, realmente é interessante o contraste todo a que se refere, não tenho esses" falsos pudores".
Eu jamais eu atacaria vc Gus, uma vez que gosto imenso do que escreve e me indentifico um bocado.
Sinto muito se não fui clara, mas achei que vc entenderia...
Grande abraço my friend!
Gi