segunda-feira, junho 07, 2010





Hora de buscar, mais uma vez, o próprio, o místico e inexorável indissolúvel “destino”. Ele vem desgastado, mas parece que você nasceu assim, com esse viés. Buscando nas cinzas algo que você não perdeu.

Nenhum comentário: