terça-feira, janeiro 25, 2011

antinomia
s. f.
Contradição entre leis (e, por extensão, entre pessoas ou coisas).

Dialética do Juízo do Gosto –
Antinomia do Gosto.
Crítica do Juízo ou Crítica da faculdade do Juízo.

A beleza é
Universal objetiva? ou


Tem acento privada e subjetiva?

A resposta se encontra
no racionalismo estético dogmático? ou
no empirismo estético irracionalista?

Enunciado estético cognitivo – Fundado em conceitos. Fundado em leis da razão e do entendimento de todo Sujeito em regras que supostamente não variam de homem para homem, de cultura para cultura, de época para época.
Enunciado estético subjetivo – Juízo de agradabilidade, juízo estético empírico, de valores meramente privados, subjetivos e pessoais. Juízo empírico estético irracionalista – Não reivindicam universalidade. Opinião subjetiva, de “gosto pessoal” instranferível.

As duas afirmações assumem forma de tese & antítese
Irracionalista ≠ conceitualista

TESE
(A Arte) Não se funda em conceitos, caso contrário, poderíamos disputar acerca da beleza. (Opinião subjetiva).
________

ANTÍTESE
Funda-se e conceitos, caso contrário, sequer poderíamos discutir a beleza. (Fundamentação judicativa).

Juízo estético cognitivo significa de conhecimento teórico ou prático.
Dá o direito de disputar acerca do Belo. Disputar significa decidir através de demonstração lógica, cálculos exatos.
Juízo cognitivo, portanto, universal – precisa estar conectado a conceitos universais
.

.

Nenhum comentário: