quarta-feira, março 02, 2011

“A nudez da mulher é o trabalho de Deus”

..............................................................W. Blake

............

Os signos amorosos não são como os signos mundanos, não são signos vazios, que substituem o pensamento e a ação. São signos mentirosos que não podem dirigir-se a nós senão escondendo o que exprimem, isto é, a ori­gem dos mundos desconhecidos, das ações e dos pensamentos desconhecidos que lhes dão sentido. Eles não suscitam uma exaltação nervosa superficial, mas o sofrimento de um aprofun­damento. As mentiras do amado são os hieróglifos do amor. O intérprete dos signos amorosos é necessariamente um intérpre­te de mentiras. Que esconde a mentira dos signos amorosos? Todos os sig­nos mentirosos emitidos por uma mulher amada convergem para um mesmo mundo secreto, que também não depende desta ou daquela mulher, mas é a possibilidade feminina por excelência, como um a priori que o ciúme descobre. O mundo expresso pela mulher amada é sem­pre um mundo que nos exclui, mesmo quando ela nos dá mos­tras de preferência. O seu destino está contido no lema "Amar sem ser amado".

4 comentários:

Papagaio Mudo disse...

Bella,
no hay nada como tus caderas,
tal vez la tierra tiene
en algún sitio oculto
la curva y el aroma de tu cuerpo,
tal vez en algún sitio,
bella.

Neruda


http://www.poemas-del-alma.com/pablo-neruda-bella.htm

Liberté disse...

disse tudo!

Papagaio Mudo disse...

;)

Papagaio Mudo disse...

ainda não...