domingo, março 06, 2011

.
Ich liebe für das Böse das dich gemacht
...

Você respinga gotas de iluminuras e chuva em minha janela. Tento criar meus próprios conceitos de felicidade real, vida real, de sonho, utopia, ideia, acaso, vontade, apatia, incongruência, concorrência, combatividade, coerência, discrepância, iniqüidade, incoerências, probabilidades, improbabilidades, realidade, vida, redundância, excesso, humildade, pensamento, prolixidade, difusão, pleonasmo, espargimento, recomeço, fluidez, utilidade, refluxo, reflexo, volúpia, volatilidade, voragem, voluptuosidade, insuportabilidades, dedução, conclusão. Incerto, hipertexto, ocasional, arbitrário, randômico, díspar, dessemelhante, estrela, fatalidade, fortuna, ventura, coincidência, acaso, rejeição, desertificação, sequidão, rispidez, desgosto, paz, assombro, medo, amargura, descontentamento, inferência, desconfiança, infinitude, impermanência, interminável, infindável, eterno, veridicidade, verdugos, vales, abismos, finais, afinal. O que “nada” conjuga comumente.

Afinal, verdades fabricadas.

verdade

Sobre Locke atuem...

2 comentários:

Victor disse...

poético e belo. gostei muito do blog, voltarei. saudações!

Papagaio Mudo disse...

Oi Victor,

Obrigado. Volte mesmo.
Saudações inuit,

Gustavo