segunda-feira, outubro 03, 2011

Ilumina minha senda

Um dia a gente dorme árvore e acorda montanha. Na beira da água, perto da cachoeira. As estrelas são os olhos do céu. A lua dorme. O sol se ergue novamente. Azul transforma-se como onda que arrebenta sobre as rochas. A onda se dilui no caminho do personalismo. Luz e paz.

Nenhum comentário: