quarta-feira, novembro 30, 2011

ma last zumzum

Existe algo de temeroso ou de temeridade em minha face, de libertário ou libertino. Existe essa incompreensão inútil de um filósofo de Bakhtin, esse malogro no olhar. Essa coragem de fera que espanta as gazelas. Esse lápis na mão, ou um cigarro. Esse véu que minha visão transpassa, essa esperança cheia de rendas, talvez indecifráveis. Existe algo que eu não compreendo, algum complexo de Goeben. Existe esse descompromisso com a vida, esse seu sorriso atento. Essa vontade de ir embora no momento certo, a qualquer momento. Esse algo que incomoda, e ao mesmo tempo emociona, pela dor e pelo amor. Embora inda haja tanto desalento. Liberdade!

27 comentários:

Dandara disse...

esse existir é a tua vida querendo sair por aí e te levar a tira colo! vai.

Dandara disse...

ué, qual o erro que tá dando? acabei de fazer um teste e eu consegui.

Papagaio Mudo disse...

Isso quer dizer que eu saio e minha vida continua comigo, intimamente. Ainda bem.
Mas esse intimamente pode ser cruel, único porque somos únicos. O espinho na pele.

Papagaio Mudo disse...

coloca em janela pop-up, assim eu consigo (além de conseguir ler o texto simultaneamente)...

Papagaio Mudo disse...

O Google nega meu acesso à sua página, daí tenho que logar novamente. Então ele publica o meu comentário. Quando dá.

Papagaio Mudo disse...

Google le fou...

Dandara disse...

google de merde!

Dandara disse...

eu nunca tinha pensado por esse lado (o da janela pop up) obrigada, petit oiseau

Dandara disse...

você prefere o seu espinho ou o dos outros?

Papagaio Mudo disse...

Há duas maneiras de conseguir o suficiente: uma é continuar a acumular mais e mais. A outra é desejar menos.

G. K. Chestertorn

Papagaio Mudo disse...

Não é questão de preferência. Você também tem o seu, é bílico. Sim eu gosto do meu. Chego a lamber minha ferida.

Papagaio Mudo disse...

Eu admiro a dor, a dor única, não a dor novela das oito, não a dor mass media.
Uma pessoa uma sem dor não pode ser feliz.
Mas onde nem tudo acaba bem,

Gustavo

Papagaio Mudo disse...

13

Dandara disse...

acumulando mais e mais e começando a desejar menos você vai ter mais do que o suficiente e um tipo de plenitude que nunca viu.

Dandara disse...

um bom drama pra dizer "bom dia, me deixa em paz" e colocar debaixo do travesseiro.

Papagaio Mudo disse...

gostei da dica.

Papagaio Mudo disse...

tipo budista...

Dandara disse...

minha tia é budista, ela é a pessoa mais maravilhosa que eu conheço.

Papagaio Mudo disse...

eu sabia!

Dandara disse...

mas como?

Papagaio Mudo disse...

imaginei...

Dandara disse...

c'est de la magique

Papagaio Mudo disse...

oui oui

Dandara disse...

t'es gentil, petit oiseau

Papagaio Mudo disse...

merci!

Dandara disse...

não sei mexer nesse msn novo :(
me add você: umadandara@gmail.com

bisou

Papagaio Mudo disse...

ok