quinta-feira, fevereiro 23, 2012

Coletivo natureza

Meine Samba







Já fiz outras palavras, já removi outros desertos e desmembrei estradas, travadas as mesmas mesmas no caos de Lama Lama Lama Satacbani. Já fiz e me desfiz de outras e outras transas, e transferi arquivos da memória incendiária memória, que das cinzas reviveu e abrasou as favas, arenga no mundo onde as fadas conversam. Morrem queimadas como farfala - na luz da vela que se apaga. Brilho eterno de uma mente sem lembranças. Toda prece é ouvida, toda graça se alcança.

4 comentários:

Caiocito disse...

http://www.youtube.com/watch?v=L8Kj4EGnupE&feature=related

malandro velho nao se mete no enguiço

Papagaio Mudo disse...

e arenga de lua formosa só se sente mesmo é na cheia...


abrazos

Gustavo

ps: também cansei de ser sexy

Raquel disse...

Louco é o viajante que tenta contruir uma casa no caminho > provérbio árabe

Papagaio Mudo disse...

quem quer uma casa?