sábado, abril 28, 2012

Para-queL

Entenda, não me entenda mal
nada mal ouvir hermética federal
contanto que seja pascoal

e depois da aula, vai bem falar com você
fumar um cigarro, ver a lua
com aquela estrelinha do lado

apreendendo tudo, a cada momento:
seus gestos, seus modos, seu jeito, seu rosto, seu rosto, seu gosto, eu gosto, seu gôzo...
aprendi novamente a dizer “amo-te”
e espero “para sempre”


para Raquel Emanuelle
com muito amor,

Gustavo Perez

Um comentário:

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Para-Quel, pára-quedas... :)