domingo, maio 12, 2013

Caos


Paixão     da minha existência atribulada
   mistério do planeta




Mais uma vez procurando nas cinzas poderoso artefato do que sobrou de mim. Desordem. Larva do caos telúrico, procedo. Pólipo de recônditas reentrâncias. Da escuridão do cósmico segredo. Da substancia de todas as substancias. Um Anjo ajuda-me expressar.   

Nenhum comentário: