sexta-feira, maio 31, 2013

Freitag

Sim, assim, sendo, acontecido o descobrimento a América por Cristóvão, prefixo de nome um tanto bento, sacrificou-se em virtude da descoberta. Colombo, aquele que pós o ovo em pé. A América do sul por Pedro Álvares Cabral, e Pero Vaz de Caminha que escreveu a Portugal uma linda cartinha, deixando um como documento para 500 anos depois.
1492 expedições ibéricas desbravavam os ardentes trópicos quase inacessíveis enquanto os judeus eram expulsos de Granada sua última e derradeira morada em Espanha.
Vale lembrar a vida de Spinoza, um célebre e distinto filósofo. Morava em Portugal, junto a sua família como cristãos novos que eram, vindos da Holanda. Fugidos do frio, da pasmaceira, miudeza, ou da miséria, não se sabe. Quando um rei da Espanha aceitou casar-se com uma princesa portuguesa. Porem, com uma condição: que Portugal expulsasse os novos cristãos! O rei espanhol não cria na laia dos convertidos. Foi assim que o pai de Spinoza, Manuel, resolve voltar para Holanda. Lá devido a implementação da reforma, não era bom negócio seguirem sendo cristãos católicos. Pois assim sendo foram reconvertidos e voltaram a ser judeus...
Baruch Spinoza adota um estilo clássico de estruturar o pensamento. Destaca-se na história da filosofia como segundo grande mestre da era moderna após Descartes. E reúne você, Deus, à natureza. Enquanto Renné, por ser submisso a igreja, colocava-o fora do planeta.
Passadas três terríveis, sanguinárias ditaduras na América latina. Uma no Chile que derrubou e matou o ilustre Salvador Allende. Outra uma na argêntea vizinha. E aqui no Brasil uma que promoveu um sucedâneo de generais e suas utopias de progresso. Quando Sergio Sampaio queria era botar o bloco na rua, Vinícius recitava O dia da criação, onde há um passeando à paisana, adolescentes seminuas, e um vampiro pelas ruas, um frenesi de dar banana, e uma impassível lua cheia, e criancinhas que não comem, e a sensação angustiante de uma mulher dentro de um homem, e a comemoração fantástica da primeira cirurgia plástica. Distante alguns anos, não muitos, qual que até hoje se sente as mazelas do desmazelo vivido por quem passou pelos velhos cruzeiros, fogo cruzado, hoje é sexta-feira.
Quase sábado.

A ave sai do ovo; o ovo é o mundo. Quem quiser nascer, precisa destruir o mundo.
                                                                                         Herman Hesse

Nenhum comentário: