terça-feira, julho 30, 2013

Lágrimas no cachimbo.

Gota que reflui no mar de fora pra dentro.

Ainda que eu consiga consolidar alguma coisa do que sinto, não pertencerá ao signo a representação enérgica do sentimento. Como a lágrima – síntese ou réplica.
Hoje devo lançar meu derradeiro choro nessa página.
Não sei quando nos veremos de novo.
Assim sendo, volto à palavra zero.  


  

Nenhum comentário: