segunda-feira, julho 01, 2013

Soneto round about midnight

ou
Cordeiro de Nanã
ou
Estrelas róseas
ou
diálogo de Polifemo com Nanã





que deus cega esse menino?
que deuses não estão vendo?
que ele ainda é pequenino
que ele gosta é de ver-neno

nana nina nina nana
ele venera o cordeiro
ninai o menino pequeno
nana aê nanê, Nanã

às vezes roço-lhe a pele
não sei, mas ando com ele
porque não o comeria?

Bakhtinenem-mente dizendo
deixei Ninguém por último
comerei Ninguém primeiro
 









Nenhum comentário: