segunda-feira, agosto 12, 2013


Um tango para José Perez!


Ele, Sérgio, é um exímio violonista clássico.

Quando veio ao Brasil conhecer o pai, fiquei seu fã. Ele usou meu violão pra tocar algumas músicas que adoro. Concerto nº2 de Villa Lobos, Mazurca choro, também do Villa, Astúrias, do espanhol Isaac Alberiz, e executou ali na minha frente. Foi suficiente pra me cativar pra sempre. Mas como nada é perfeito. Hoje não sei por que, acho que é por causa da esposa, não conversa com o resto da família. Sofreram muito quando eram pequenos.
Minha prima Lídia já veio ao Brasil umas quatrocentas vezes. Acho que ela arruma uns namoros por esse país afora e sempre vem se juntar a nos naquela de animal desagregado que encontra a matilha. Sempre foi visitar o pai que não tem culpa dos erros de passado. Ou tem, mas pra que serve o perdão?
Digo, hoje dia dos pais.

(em andamento)

Nenhum comentário: