quinta-feira, setembro 26, 2013


Um comentário:

Gustavo Alvarez disse...

mas tudo bem. o dia vai raiar. Agora vou ler e fumar um cigarro. odeio despedidas. E tudo vai nascer de novo. beijos pra mim mesmo, antes que o seu se erga e o sol se levante. porque levante aqui nos Belô até de cadeirante. Balas, chup-chup, refigerate. o sinal abriu, buzine que sou míope. Meus pés gelaram sujos uma ruas aí. meu canto quente. hoje a flut ficou di-stante. deus é Gross, das menas in deut GRAndd a palavra é ou? vô c
segue a-diante. lábios de mel.
hiena. hahahahaha, hifenizano meu porrete de fazer tchuk
tchuk
noiva de boneco
vai longe
te vejo mais tarde...

doeu doeu
c sabe
ainda
dói...

arde
foda-se