quinta-feira, outubro 31, 2013

Quando uma vela acende a outra...

Como se encerra algo em si? na falha? no ego?
Qual parte do rabisco te faz seguir adiante? o equilíbrio das massas?
Como quem,
pena na mão,
verifica, profetiza, cria, engole, samba, arremessa, casa e se divorcia da causa, da causística da causalidade cáustica, enfim, Tudo no Todo e o Nada se transforma...

O que há no fundo do ARREPIO?

Nenhum comentário: