terça-feira, novembro 19, 2013

oração noturna

quando eu me aconchego na cama
na escuridão do quarto
conversando com as sombras
que sussurram algum segredo
que não posso ouvir
e as cortinas balançam
ao sabor da brisa
que de leve
roça o meu rosto
eu
esse eu menos eu
esse eu dentro de mim mesmo
que dorme na terra
o dormir de feto
dentro
masi de ventre
do que falo
entro em contato
entro em contato com a beleza dos anjos sem sexo
que deslizam sobre a terra
pairam
e sobre mim repousa um sentimento terno
de calor e frio
sincronicamente
a que nenhum tempo verbal
caberia
posto
que
os elementos
que encontro
nesse fio
de arrepio
são um
segundo
no cósmico mistério
a que viemos
eu
você
e Deus
me diz que devo
agradecer
com esse sorriso afônico
no rosto
e te gosto
mais e mais
entre bem
e mal
muito além
do que se fez
diante dos meus olhos
então
durmo........................


Para Cris Siqueira

Nenhum comentário: