segunda-feira, março 17, 2014

Ladrão de dizeres

"O sentido da vida é a própria vida"
                       Wolfgang von Goethe





Olhar pra fora, sem olhar para dentro pra mim é perca de tempo, cutucar o umbigo dos outros sendo que o nosso as vezes possa estar sujo é pedir que limpe, penso que faço pensando no que sinto, ter uma faísca de vida é ter esperança, o zen é amigo do tao mas não são iguais, é isso é que é legal, já surpreendi no fundo do poço e quem me deu a mão não olhou a quem, quero falar de terra de possibilidades de um certo amor que quero descobrir, e eu sei muito bem se eu não levantar, ele não vem sentar perto de mim,minha força vem daquilo que a semelho e vejo, vi coisas exatamente iguais,o lugar onde quero estar tento fazer agora e sem que sozinho é difícil, enquanto existir passos, o que guardo na memoria é o que espero,transcender naquilo onde menos espero me surpreende, e é nessas horas que aprendo, a viajem é longa o caminho? enfim, o process faz jus, o ego e a luta de cada dia, a festa faço todo dia dentro da minha cabeça, agora penso no agora.


                               
                                                                                                                     Emanuel


Nenhum comentário: