sexta-feira, maio 23, 2014




Queria coisas que não me fizessem chorar mais. Fim de tarde, fim de tardinha, luzes do clarão horizontal das horas, Chet Baker na vereda, nós na varanda, calma muda sonora, horizonte sem memória, alma que repousa, consciência exultante de potência e vitória, o que antes diante agora tão distante, que chora, notas que repicam de repente e canta, e voltam, soltas, poucas, longas, dizer adeus até o minuto último, íntimo, noite que se mostra, gosto de saudade, arrepios na pele, Emanuelle, e voam.

Nenhum comentário: