sábado, junho 07, 2014

Minha imagem

Minha imagem





Como em um recipiente com bebida estranha,
dissolve-se lentamente no espelho
sua aparência e em seguida, joga na
mistura a totalidade do assombro

Espera que aconteçam em profundidade
fio de cabelo por fio infusão
e, desde o vestido expondo 
seus ombros dourados e morenos 

calmamente a beber o caminho. Mas não é assim
como um amante, esquecendo-se de tudo, 
corrosivo, com a dúvida e o signo

louca, dá como gancho a lâmpada
e o portal do espelho transpassado
e o precipitar da tarde vem



como dói...

Nenhum comentário: