quarta-feira, julho 16, 2014

Sua imagem, um poema...


 
Hoje tive certeza de que você me persegue. Sua imagem me segue. Encontrei um jornal chamado manuscritos. Ao verificar o que nele havia que me fê-lo preservar por tanto tempo nessa vida breve, eis que encontro um poema de Raquel Emanuelle. Como um segredo do tempo. Breve desejo que senti na pele. Para você Mardou.



FOTOGRAFIA

Desatenta
com a ponta dos dedos
a enrolar os cabelos
olhos fechados
ouvindo summertime

que bom é Deus
porque há nessa pequena
cheia de juventude e vida
no apartamento pequeno
escorrida
como pintura emoldurada
fazendo caminho novo
por cima de mim passarinhos

tem dourado, tem doçura
o rosto que o vento sopra de leve
a curva breve
de tolices suculentas
do decote em v
um círculo branco
uma flor, um avião

água de lenta passagem
além da vontade...
a estátua sorri
fazendo sorrir também os olhos
sem mudar de posição
a implacável fotografia
se desfaz a pergunta:
__ Que foi?







Raquel Emanuelle














Nenhum comentário: