sexta-feira, outubro 10, 2014

Dínamo da noite estrelada



Para





Enquanto eu fico aqui cheirando calcinha dopo le ori depois das horas e pensando em você pensando em mil quimeras e o sol se Poe inesperadamente bonito. Expressivamente bonito refletindo no prédio que os morros das gerais traduzem, somente sendo vistos podem dizer. Acendo mais um cigarro como se isso fosse uma propaganda contrária. Mato aos poucos me mata e me mato. Mas que seja esplêndido o ressonar das notas e a vermelhidão q se vai com o sol. Som as horas e vejo
Vejo atenciosamente a tudo isso
Vejo como as nuvens são raras
Como como como quão cara e minha cara quão cara e minha Evinha,
ervinha
Moeda
Moeda
de
t
r
o
c
a

Nenhum comentário: