quarta-feira, abril 29, 2015

da flor amigos,




da flor amigos,
pulverização corajosa
manobra tremulante
escreverei sobre isso

aprecio o lápis meta-químico
reflexões flácidas da infância
arcos íris no céu e bochechas infladas

ouvidos cheios de metas
trovejando desafio
descobrir Borges

voando vida
eternamente
luto devorador

e noventa mil
remadores consanguíneos
ciente de todo o sangue

Nenhum comentário: