quarta-feira, junho 01, 2016

Documento8


Documento8

Não sei mais escrever. Não consigo mais encarar a página em branco. A cada frase uma ação, não quero te enganar, te iludir. O Tempo é assim mesmo. Ninguém sai ileso dessa vida. Faria qualquer coisa, eu faria, para não terminar meus dias sem saber que é o último dia. Meus dias sem saber eu vou seguindo. A cada dia uma promessa insubstituível. Lembranças também. Encontro uma porção de forças no pensamento. Esse, voa sem depender do atrito. A mente, às vezes cansada, me assusta com seu próprio silêncio. A inércia, essa... transformou-me num eterno monolito.

Nenhum comentário: