quarta-feira, julho 27, 2016

changes



O mundo mudou. Sim, dissram-me. O mundo mudou e eu não acompanhei essas mudanças mundanas, mundiais. Se o mundo mudou, onde eu estava? Nos arredores, nas dores das dores, dos becos nos barracos, no meu apartamento. Eu que não sabia que o mundo era tão apertado. Eu que vivia encuralado. Eu que me contradizia. Eu que não vivia, não convivia. Eu que não sabia que o mundo era tão vasto. A volta do velho do campo. É igual sertanejo de raiz, como qualquer música boa, tem que emocionar. Ou emociona, ou não é música boa. Estou levemente desgastado, por isso, desesperado para ir à natureza. Sozinho no meu deserto contemplativo. Um pequeno grande deserto. Mas o quê aconteceu? O jazz morreu? 

Nenhum comentário: