domingo, março 05, 2017

Keep calm, cup cake







A noite insone de sábado de um homem. É muito mais difpicil matar um fantasma do que matar a realidade. Eu não sabia que passaria 2013 sozinho, e 2012 passei o natal sozinho, e você foi conhecer o mar e eu fiquei por lá, e por lá eu fiquei catando conchinha, no últmo andar, vista pra favela. Conchinhas do mar, só que dentro de um vaso. E cada conchinha tinha uma cor diferente e lembrava que cada conchinha que apanhei no mar não tinha o menor significado, mas eu estava lá, levando as conchinhas pro meu quarto, uma por uma. Agora elas passavam por meu crivo estético, furo por furo, simetria, tamanho, azul turqueza, verde, lilás. 

inacabado...

Nenhum comentário: