quarta-feira, março 21, 2012

Silêncio polifônico


Então acontecem cento e uma coisas no espaço de um ano e depois, quando eu fico bem, todos voltam a conversar comigo naturalmente. A maior naturalidade do mundo não seria capaz de reverter o desprezo. A coisa acontece de dentro para fora. Organismo como objeto da desconstrução. Construção da coisa inorgânica dos seres inanimados. Ainda hoje acho difícil assistir a isso. A ideia e o pensamento como construção de imagens. Signos que possuem forma material estruturada. Assim palavra como composição de signos linguísticos comuns ao próprio de determinada cultura. A primeira tecnologia - a invenção o alfabeto grego, a organização dos símbolos linguais - mudou a forma de captar informação. O ensino era peripatético – o mestre andava de lá pra cá, onde era seguido pelos seus discípulos.


Tanto interior quanto caótico...